Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Desde sempre em conversas com amigas ouvi reações mirabolantes para situações em que o bichinho do ciúme acabou atacando. Desde vasculhar o celular até stalkear o boy por aí pra pegar o dito cujo no flagra. Antes de saber se sua reação está exagerada, primeiro é preciso saber se você é ciumenta e se isso aparece de maneira saudável ou não. Então, antes de pegar o celular que o boy deixou dando sopa em cima do sofá, que tal dar uma olhada em alguns desses toques?

“Será que eu sou mesmo ciumenta?”

Sim, você é! E mesmo não te conhecendo posso falar com bastante confiança que você é sim pega pelo bichinho verde do ciúmes de vez em quando. O ciúme é uma reação normal para nós, seres humanos, a partir do momento em que existe uma ameaça externa e real para uma relação, seja ela qual for. Então, fica meio difícil dizer que você nunca sentiu ciúmes e nem que ele nunca vai aparecer de novo. Afinal, se existir este contexto ameaçador é natural tentar proteger e manter estável o contexto de sua relação.

“Meu ciúme é normal?”

ciumenta

Essa é a principal dúvida não é mesmo? Para este caso é melhor nem entrar na discussão do que é normal e o que não é. Afinal, o conceito de normalidade está muito ligado ao conceito de padrões, o que não é um conceito muito legal, e também torna difícil avaliar qual dos comportamentos consequentes do ciúmes são considerados dentro dos padrões.

Então vamos mudar essa pergunta para: meu ciúme é saudável? Para saber se é saudável ou não a reação que você tem em determinadas situações, vamos lembrar um pouquinho do que foi dito logo ali em cima: o ciúme é uma reação esperada para nós quando existe uma ameaça externa real à relação. Viu só? Se a ameaça for real e não apenas um fruto da sua imaginação ou interpretações exageradas, então essa sensação é saudável.

E como saber se a ameaça é real?

Diante de uma situação ocorrida, analise os fatos e não faça interpretações além do que aquelas já dadas pela situação. Olha só um exemplo: se você viu uma mensagem suspeita no celular do seu parceiro ou parceira, tente levar em conta apenas o que foi realmente dito e não o que você acredita ter antecedido tais mensagens ou conteúdos subliminares que você acha que aquela mensagem tem.

“Como devo agir quando pego ele no flagra?”

Agora se você se conhece bem, tem um ciúme saudável, mesmo assim pode acontecer algo que realmente seja mais concreto e traga tais ameaças à sua relação. E agora, né? Neste caso, vale lembrar primeiro que o ciúme é uma reação emocional.

Então, seja você mais calma ou mais brava, a primeira dica que eu te dou é: primeiro, respire! Sim, qualquer tensão emocional pode vir destruindo a nossa paz e tirando ainda mais os pensamentos do lugar. Então, primeiro se permita entrar em contato com todas as sensações que estão aflorando. Se quiser chorar, chore, se quiser gritar, grite, ou, se preferir, dê uma volta no quarteirão. Medite e experimente essas sensações primeiro, apenas com você.

Depois disso, podemos começar a resolver a situação. Aí sua cabeça já vai estar no lugar e vai ficar mais fácil lidar com quaisquer problemas que sua relação pode enfrentar. Agora, se você tem mais dificuldade em lidar com suas próprias emoções, já está na hora de começar a entender como você reage a isso e de onde vem essa dificuldade. Porque, pensa bem, de todas as reações exageradas e com a base emocional que você pode ter, qual delas será realmente eficaz na hora de resolver esse problema?

ciumenta

Tradução: você esteve brincando comigo por todo esse tempo?

A chave é: dialogar!

Sempre e em todas as situações, essa é a dica que eu te dou. Se algo aconteceu ou você prevê que está prestes a acontecer, uma boa conversa pode colocar muita coisa em seu lugar. A partir dela dá pra saber se é realidade ou se é ‘neura ciumenta’ e bolar uma solução para qualquer um dos casos.

Agora, se você acha que esse tipo de conversa não é muito válida na sua relação, está na hora de exercitar isso também. Afinal, em qualquer relação é preciso ter um nível de maturidade que permita colocar os pingos nos is quando necessário.

Quer saber se seu ciúme passou da conta? Dá uma olhadinha nessas dicas: http://superela.com/sente-ciume-doentio

Imagem: Reprodução/Friends


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo sobre ser ciumenta, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more