Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Diferente de muitas comédias românticas bobas e sem mensagens realmente relevantes que existem por aí, o filme Sex and the City aborda questões que considero importantes no que diz respeito aos relacionamentos.

Carrie Bradshaw e seu namorado Big protagonizam algumas das melhores reflexões da obra, indo contra alguns dos padrões consolidados na sociedade quando o assunto é amor.

Sex and the City ensina: seu relacionamento, suas regras

cena do filme sex and the city

Tanto no primeiro quanto no segundo filme, vemos algumas opiniões e decisões dos personagens que apontam exatamente essa quebra de “modelos ideais de relacionamentos”.

Após uma tentativa desastrosa de se casarem em uma grande cerimônia, Carrie e Big decidem oficializar a união de forma muito simples, no cartório e depois com um almoço entre amigos. Um pouco diferente das grandes e tradicionais festas de casamento, né?

Já no segundo filme, visto que eles já decidiram que não terão filhos, começam a entender como levar uma vida de casal que faça sentido para ambos e não deixe o casamento cair na rotina.

Precisam lidar com alguns julgamentos alheios por conta de decisões que são um pouco fora do comum – um bom exemplo é quando Big sugere que um deles tenha liberdade de passar alguns dias da semana no antigo apartamento de Carrie para que tenham maior liberdade e consigam manter a chama do relacionamento viva. Também não é uma decisão muito comum entre casais, né?

Já deu vontade de espiar mais? Confira abaixo o trailer do primeiro filme:

O interessante de ambos os filmes é ver como o casal realmente está sempre preocupado em manter a sua essência viva. É claro que em alguns momentos eles se questionam e se sentem pressionados pelos padrões, mas, independentemente de qualquer coisa, eles querem ser eles. E a grande mensagem que fica é que não deveriam existir regras para relacionamentos.

Cada casal funciona de uma forma e os padrões apenas nos limitam, causando uma sensação de incômodo quando não conseguimos nos adequar àquilo que disseram ser “o correto”.

Coragem é a palavra chave para um relacionamento feliz

A sensação que ficou para mim após assistir aos filmes foi de que é realmente preciso coragem para não se deixar abalar por todos esses modelos de “padrão de felicidade nos relacionamentos”.

Tanto Carrie quanto Big (e principalmente Carrie, que se deixa levar um pouco mais pela opinião das amigas), precisam ser fortes para levarem as suas decisões adiante, por mais que estejam indo contra uma grande maré comportamental.

E não é que isso faz sentido para várias esferas da vida? Quando temos coragem o suficiente para sermos nós mesmos – seja num relacionamento amoroso, no trabalho, com a família ou amigos – tudo flui muito melhor e a chance de sermos felizes de fato é muito maior.

Ficam, portanto, dois grandes aprendizados com o filme e que devo colocar em prática nos meus relacionamentos: não se apegue a nenhuma fórmula da felicidade e tenha coragem o suficiente para ser você mesmo e bancar suas decisões independentemente do quão opostas aos padrões elas sejam.

Relacionado: Saiba qual personagem de “Sex and the City” melhor te representa fazendo este teste.

Imagem: Reprodução / HBO

@ load more