Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Quantas vezes a gente já se pegou pensando e se perguntando sobre as coisas as coisas de que somos capazes, daquilo que é permitido, autorizado e bem visto? Porque temos esse hábito (não tão legal, ao meu ver) de achar que só podemos fazer aquilo que é socialmente aceitável e bonito; que só nos é permitido aquilo que esperam de nós. Ou então, que só devemos fazer o que todo mundo faz, do mesmo jeito que todos sempre fizeram (leia mais aqui).

Não quer dizer que você tenha que ser melhor em tudo. Até porque, isso não é possível pra ninguém; ninguém é bom em tudo. Às vezes, não somos bons nem naquilo que gostamos – e nem por isso você deve deixar de fazer. Isso quer dizer, apenas, que você PODE fazer qualquer coisa que quiser. Eu ouvi, algumas dezenas de vezes, ao longo minha vida, que nunca poderia fazer uma série de coisas porque não tinha altura suficiente, ou as habilidades necessárias para aquilo, ou porque era menina… E eu te digo que, hoje, não só faço, como ainda faço melhor que quem me disse que eu não podia. E faço porque quero, porque nem eu nem você temos que provar nada a ninguém, ta?

A palavra PODER origina-se do latim Potere: “ter a faculdade ou possibilidade de; autoridade, domínio ou influência para; ter força ou influência sobre, permissão ou autorização para; achar-se em estado, ter calma, energia, paciência para…”. São tantas possibilidades, tanta oportunidade, em apenas 5 letras.

Deu vontade de chorar? Pode chorar! Muito! Derramar litros de lágrimas. Mesmo que cinco minutos depois, de vontade de rir, gargalhar, sem motivo. Chore e ria! Você pode e deve!

Pode sorrir pro bonitão da academia ou pra um desconhecido na rua? Claro que pode! No máximo, vão te achar doida. Mas o que é que tem, né? Ninguém tem nada com isso.

Hoje, deu vontade de almoçar pastel e caldo de cana, na feira. Pode sair da dieta? Só por hoje, mas pode!

E também pode comer a sobremesa antes da refeição, às vezes. Qual o problema? A vida é muito curta pra seguirmos todas as regras que nem sabemos quem criou, ou porque criou.

E algumas coisas que sua mãe ou sua avó diziam que não podia fazer porque deixava doente, não são tão verdade assim, tá? Então, pode andar descalço no chão frio, sim! Pode correr na chuva também. E é muito bom fazer essas coisas! Dão uma sensação maravilhosa!

Sim, você pode!

E se você tem vontade de ouvir a mesma música 1000 vezes, você pode fazer isso também. Mas tenta usar um fone, porque as pessoas ao redor também podem perder a paciência, ta?

E sobre tabus e temas polêmicos, como transar no primeiro encontro, ter um P.A. (Se você não sabe o que é isso, procura no Google, que não vou me alongar no tópico), mulher tomar a iniciativa, etc., só tenho uma coisa a dizer: seu corpo, suas regras. Você pode o que quiser. De novo: ninguém tem nada com isso.

E no sábado a noite, pode botar salto alto, saia curta, usar batom vermelho, sair sem hora pra voltar, beber e dançar. E se não quiser, pode ir deitar às 22 horas, com seu pijama mais velho e furado, assistindo Netflix. Digo que a gente pode se apaixonar várias vezes pela mesma pessoa, se encantar com a mesma beleza todas as manhãs. E também pode se decepcionar com ela, às vezes. Ela também pode se decepcionar com você, de vez em quando. Alguns até chamam isso de Amor. E pode amar que é bom! Aliás, ame sempre!

A gente pode sonhar acordada, ouvir música alta (mas lembra do fone!), pode falar sozinha – pelo menos, você sempre se dará razão -, cantar no chuveiro e se sentir aquela famosa que você (ainda) não é. Também pode emagrecer, engordar, fazer aula de dança, nadar sem roupa (isso exige alguns cuidados!), fazer um piercing no nariz ou aquela tatuagem, que aparece, mesmo com roupas mais fechadas.

Pode gostar de funk, jiló, Fanta Uva. Gosto é gosto, né? Pode ser evangélico, ateu, vegetariano. Só não pode ser chato, ta? Por favor! Pode mudar a cor e o corte do cabelo, desde uma mudança sutil, até radicalizar! Mudar o visual faz a gente de sentir PODEROSA! E olha o PODER aí, de novo! Pense quanto você já pode ter deixado passar simplesmente por não acreditar que pode; ou por achar que não aprovariam.

Porque não importa o que você faça – ou não faça -, sempre haverá algum julgamento. Infelizmente, ainda acontece! Então, vá e faça, porque, simplesmente, VOCÊ PODE! Pode sim! E como pode! Pode tudo! Tudo o que quiser e o que se permitir… Só não pode parar!

Imagem: Pinterest

@ load more