Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Você é daquelas que gosta de passear no shopping? Não resiste a uma comprinha? Então, esse artigo é para você!

O que tem naquelas lojas? Aqueles espelhos nos deixam tão bonitas, mas quando chegamos em casa logo bate o arrependimento, né?

Sei disso porque todos os finais de semana eu ia passear no shopping, principalmente quando estava triste ou com raiva (falei sobre isso neste texto aqui).

Aí não tinha jeito, saía sempre com uma sacola na mão. Tinha vezes que eu ia só para fazer os cartões das lojas, assim, quando acabava o limite de um cartão, eu usava outro.

Estou contado isso para você, pois não sei se você me acompanha. Se sim, com certeza sabe muito bem a minha história.

Eu lembro que quando chegava em casa, deixava a sacola no porta-malas e esperava meu esposo dormir para buscar as compras. Acredita?

Tudo isso me custou muito caro.

Minha casa não tinha paz, nós brigávamos muito por causa do dinheiro. Enquanto ele queria realizar os objetivos de curto, médio e longo prazo, eu não pensava nisso, só queria viver o presente.

E esse era o meu gatilho. Toda vez que me sentia mal, como falei anteriormente, eu ia fazer a minha Shoppingterapia. Saía muito leve, mas logo eu me arrependia.

Não sei se você está passando por isso ou se conhece alguém que esteja. Se sim, veja qual é o gatilho que faz você comprar muitas vezes coisas que você não vai usar e tente substituir isso por algo que você goste de fazer e que não vai comprometer a sua renda.

Por exemplo, quando estiver triste ou com raiva, tente ler um livro, ouvir uma música ou caminhar. Não aja por impulso, pois isso pode te custar caro.

A maioria dos divórcios não se dá somente por traição, mas sim por problemas financeiros. E esse foi o meu caso. Meu esposo não aguentava mais falar, então chegou um dia em que ele me disse que se continuasse comigo não conseguiria realizar seus sonhos. Quando ele disse isso, me senti muito mal.

Então, depois de me ver no fundo do poço, foi quando eu quis dar um basta na minha situação financeira. E também percebi que minhas compras já não eram algo normal, e sim uma compulsão. Em outro momento eu conto para você, rs.

Hoje, além das consultorias que faço com mulheres que querem se organizar, também tenho um trabalho voltado para crianças. E, em breve, estarei lançando meu curso: O bê a bá da educação financeira para crianças. Esse é o meu propósito de vida hoje.

Talvez você esteja se perguntando por que estou falando tudo isso, né? É simples, eu não quero que você passe pelo o que eu passei.

Quando você muda o seu comportamento em relação à organização das suas finanças, não quer dizer que você nunca mais vai comprar nada. Na verdade, toda compra que você fizer, antes você vai checar se realmente precisa daquilo, se é prioridade para você.

Mais de 30% dos nossos gastos estão nos gastos fantasmas, ou seja, em coisas que não estamos precisando. Eu sempre digo que o que vai fazer você poupar dinheiro são os seus objetivos. Se você não tem nenhum, com certeza irá gastar com qualquer coisa que aparecer.

Se você quer ter tranquilidade financeira e não quer depender do INSS, você realmente precisa se organizar financeiramente hoje. Nossa expectativa de vida aumentou muito, se nada acontecer no meio do caminho vamos viver até os 100 anos de idade, então precisamos ter uma segurança.

Então comece a poupar para que você tenha uma aposentadoria tranquila a maioria dos aposentados hoje, precisam trabalhar pois o INSS não é suficiente outros dependem dos parentes então vale a pena fazer um certo sacrifício hoje para ter uma tranquilidade melhor lá na frente.

Vou te esperar no próximo artigo. Um abraço!

Imagem: Freepik

@ load more