Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Em conversa com uma amiga, depois de muitos assuntos, terminamos a noite falando sobre relacionamentos em geral. Os sinais que emitimos quando estamos apaixonados, quando desdenhamos, quando demonstramos em demasia tudo isso. Quando entramos no joguinho inútil de “quem ignorar mais, ganha”, do orgulho bobo e fora de hora, do ciúme exagerado…

Enfim, sobre o céu e o inferno de mergulhar no outro. E claro, sobre nossas farras inconsequentes dos anos 2000, mais especificamente do verão de 2006.

Bons tempos, pequena gafanhota. Bons tempos.

Entre muitas gargalhadas e umas taças de vinho, surgiu a pergunta que a gente se faz há anos: por que nossos relacionamentos não deram certo? 1 minuto de silêncio, um pouquinho de culpa seguidos de um gole bem exagerado.

Eu sempre pensei sobre isso. E já me culpei bastante. A sensação que tenho é que quando começamos esse processo de doação e, geralmente sem perceber, nos deixamos de lado. E gradativamente piora. Ao invés de intensificar, ou ao menos manter nossa essência e até mesmo aquela inocência juvenil, vamos nos deixando demais no outro e no próximo que vier e assim por diante, entende?

A gente acaba se perdendo.

À propósito, não se culpe se um relacionamento não acabou muito bem. A vida é tentativa, erro e poucos acertos. O importante é seguir em frente e manter-se aberta a novas experiências. Sobretudo experiências que te auxiliem no caminho do autoconhecimento.

Não me lembro, desde que eu comecei a namorar, lá no auge dos meus 15 anos de, de fato ter ficado solteira. Solteira mesmo, sem sair com ninguém, sem apelar pra um P.A. (amigo pau e/ou pau amigo), sem me aproveitar da paixonite alheia pra suprir a minha carência daquele momento. Talvez, pela maturidade do agora, eu consiga observar isso. Me observar com jeitinho e finalmente, ficar sozinha, tão somente com a minha companhia. E ficar bem com isso.

Cara leitora (ou leitor), eu não sei como você está se vendo agora, nem por onde ou o quê você passou nos seus relacionamentos. Mas espero que consiga entender, sem esperar tanto quanto eu, que a melhor companhia que você pode ter é você mesma.

Quando a gente aprende a se apreciar, é natural desejar cada vez mais um tempo pra si.

Não, não é egoísmo. Nada melhor do que o tempo pra curar qualquer dorzinha. Seja de cotovelo ou de outras coisitas mais. Logo, seu próximo relacionamento naturalmente será mais leve. Mas não pense muito no próximo e sim no atual: você com você mesma. Valorize sua própria companhia. Você é maravilhosa!

Então respondendo (eu acho, porque talvez eu encontre outra resposta melhor assim que terminar esse texto, ou não), acredito que todo relacionamento dá certo SIM durante o tempo que couber, for possível e bom. A gente perde o caminho quando deixa de se querer, de se ver.

É preciso saber ser 1 e se sentir completo assim. A saúde de uma relação está na individualidade de cada um.

Porque se no percurso alguém vier,  vai saber caminhar junto, sem abrir mão dos próprios passos.

Imagem: Unsplash

@ load more