Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Hoje quero falar sobre nossos defeitos, pontos fracos ou vulnerabilidades e como é importante reconhecê-los para o nosso desenvolvimento emocional.

Você já parou pra pensar em quais qualidades você tem e quais são ou seus defeitos?

Passos para transformar pontos fracos em melhorias

1. Faça uma lista

Tire alguns minutos e faça uma lista de cinco qualidades (pontos fortes) e cinco defeitos (pontos fracos) seus.

Fez? Quais foram mais fáceis de identificar, seus pontos fortes ou fracos?
Temos uma tendência a enxergar com mais facilidade os pontos negativos na gente e nas outras pessoas.

Se seus olhos e atenção estão mais focados nas coisas ruins, vamos mudar isso?!

2. Seja mais tolerante com você

Tente não se cobrar muito quando cometer erros e esteja sempre disposta a aprender algo com suas falhas.

Te convido a olhar a si mesma e aos outros com mais tolerância, respeito e compaixão. Ninguém é perfeito e nossas imperfeições podem ser nossos pontos de partida para o crescimento pessoal e amadurecimento.

3. Olhe seus defeitos como metas de mudança

Ao invés de negar seus defeitos ou tentar eliminá-los, pare e comece a olhá-los com compaixão e aceitação e os transforme em metas de melhorias. Como já disse Jung: 

Aquilo a que você resiste, persiste.

Ao investir de resistir e negar seus defeitos comece a vê-los com um outro olhar. Pense em como você está  hoje e como você deseja estar.

Por exemplo: Se você é tímida e tem dificuldade em se comunicar, ao invés de transformar isso em uma crença limitante, comece a criar estratégias para melhorar sua comunicação.

Se você precisa apresentar trabalhos em grupo, você pode estudar mais o conteúdo pra se sentir mais confiante no momento de exposição, pode treinar na frente do espelho, gravar vídeos praticando, pedir a um amigo ou familiar para ouvir sua apresentação.

4. Pare de ficar se autocriticando

Tem pessoas que comentem um pequeno erro e ficam fixadas nele. Repetem dezenas de vezes em suas mentes a mesma cena, lembram do erro que cometeram e o que poderiam ter feito naquela situação.

Se você faz isso, o que acha de tentar mudar. Pare de alimentar pensamentos de autocrítica. Nós podemos escolher o que vamos pensar.

Tente não se cobrar tanto, errar é comum, pensar mil vezes no erro cometido é adoecedor.

Você pode criar estratégias de mudança. Use sua criatividade! Seja otimista e exercite sua mente criando soluções ao invés de ficar repetindo pra você mesmo coisas como:

“Eu sou ruim nisso”, “Eu sou um fracasso”, “Eu não faço nada direito”, “Eu não sei me expressar”, “As pessoas não gostam de mim”, “Eu sou burro”, “Tudo que eu faço dá errado”, ” Eu não consigo concluir nada”…

Quando você  conseguir se olhar com mais carinho e respeito, consequentemente vai olhar as pessoas com menos cobrança e expectativas. Afinal todos estamos aqui para evoluir.

E sempre que os pensamentos de autocrítica vierem a sua mente, tente se lembrar que eles não te definem.

Você não é:

Sua inseguranças, seus medos, seus traumas, suas tristezas, seus erros…

Você é o que aquilo que decide fazer a partir disso. Você pode crescer, buscar aperfeiçoamento e trabalhar pra ser uma pessoa melhor. Ou continuar igual. Você escolhe.

Imagem: Unsplash

@ load more