Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Dia 01 de dezembro foi instituído o dia Mundial de Luta contra a AIDS. Em referência a esse dia de luta, como terapeuta sexual, não poderia deixar de falar sobre ela e a importância de usar camisinha. O objetivo é tentar conter a epidemia que a doença causou no mundo.

Em 1989, o Brasil apresentava 6 mil casos notificados. 21 anos depois, em 2010, são mais de 500mil. Vê- se o pulo do gato na questão de epidemia no nosso país. Infelizmente, encontramos desculpas e até motivações para fazer sexo sem proteção.

usar camisinha

Não somos invencíveis: devemos usar camisinha sempre

A síndrome do General Sedgwick, ou síndrome da invencibilidade, é um termo utilizado pelo autor Mário Sergio Cortella quando o assunto é voltado para o meio organizacional. Mas eu usarei este termo para tratar de nossas vivências cotidianas, como o simples e caloroso ato de fazer sexo!

Cada de um de nós sentimos que somos tão invencíveis que nada de ruim pode acontecer conosco. E é aí que o diabo mora. Ao não usar a camisinha por não gostar, por incomodar ou seja lá qual a sua questão com esse método específico, utilizamos da seguinte premissa: isso [pegar uma doença sexualmente transmissível] NUNCA vai acontecer comigo! Percebe a síndrome da invencibilidade aí?

Se a frase é convincente para quem fala, imagina para quem escuta? Mas a realidade é outra. Ao acreditar nisso, nos desprovemos da partícula “e se” e nos descuidamos, abrindo uma porta de entrada para as DSTs.

usar camisinha

Sobre carregar uma doença sexualmente transmissível nas costas

Pelos os primeiros casos terem sido detectados em homossexuais, a alcunha de ser uma doença “apenas” deles ainda está muito em voga atualmente. Se formos olhar as estatísticas de perto, vemos que a população de risco se ampliou para jovens (de ambos os sexos) de 19 a 40 anos.

A dificuldade da doença não é o diagnóstico. Temos o teste rápido, feito através de uma picada no dedo, e a partir dele descobrimos o resultado em poucos minutos.

O pior momento é a adesão ao tratamento, a tomada do coquetel. Devido as reações adversas, há desistências do tratamento. Ninguém é obrigado a revelar que é soro positivo, mas deve-se respeito ao convívio íntimo. Usar camisinha na hora de fazer sexo sempre, mesmo que o parceiro também seja soro positivo – pois pode ocorrer a reinfecção e aumentar a carga viral, ou até novas mutações do vírus.

usar camisinha

Previna-se: aids não é a única DST

usar camisinha

Mais importante que o sexo em si, é a prevenção das inúmeras doenças sexualmente transmissíveis. Com o passar dos anos, a modernidade nos trouxe até a camisinha feminina, mas vamos confessar que algumas mulheres nem gostam muito e preferem a facilidade da camisinha masculina. Mas, se formos deixar a proteção a cargo dos homens, ela pode acabar nem acontecendo.

É claro que os anticoncepcionais nos protegem da gravidez não planejada, mas apenas usar camisinha nos protege das doenças, principalmente da mais temida: a aids!

Empodere-se

usar camisinha

Então, o finalzinho do ano chegou, e desejo que nós, mulheres, sejamos firmes e empoderadas não apenas no parecer, mas no ser, na essência. Que digamos não ao sexo sem camisinha, aos relacionamentos abusivos, ao preconceito e a submissão de qualquer ordem!

De resto: se soltem, se livrem das amarras sociais e sejam felizes 😉

Imagem: Pinterest

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha
@ load more