Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

O que é o Empoderamento Feminino?

Empoderamento vem do inglês “empowerment”, que significa fortalecimento. É o ato de conceder o poder de participação social às mulheres, com o propósito de encorajá-las, de fortalecê-las na luta pelos seus direitos e pensamento de forma coletiva.

Princípios básicos:

  • Liderança no trabalho, respeitando a igualdade de gênero;
  • Tratamento justo, respeitoso e sem discriminação;
  • Garantia de saúde, bem-estar e segurança;
  • Educação e progresso profissional e a capacitação da mulher;
  • Apoio ao empreendedorismo feminino e políticas que empoderam às mulheres por meios de cadeias de suprimento e marketing;
  • Possibilitar a igualdade de gênero, mediante ações encaminhada à comunidade e ao ativismo social;
  • Mensurar e evidenciar os avanços das empresas no desenvolver da igualdade de gênero.

Empoderamento Feminino nos dias de hoje

É um assunto que está em alta, e tem sido muito discutido e analisado por todos ultimamente.

Mas, vamos lá…

Como falar de empoderamento feminino quando, ainda nos dias de hoje, vemos tantas mulheres sendo agredidas pelo seus companheiros e ficando caladas?

Vemos mulheres sendo humilhadas, massacradas, desmoralizadas, ridicularizadas, muitas vezes, dentro da sua própria casa.

Como falar de empoderamento feminino quando, ainda hoje, mulheres não podem olhar para o lado que já são ofendidas pelos seus próprios parceiros?

Como falar de empoderamento feminino quando a mulher não pode usar a roupa que quer usar, a maquiagem que planeja usar ou o esmalte que pretende usar, porque o marido não deixa?

A mulher, durante muito tempo, foi obrigada a ficar calada, inerte, totalmente em silêncio. Isso vem da criação, de costumes antigos, é cultural. Criava-se a mulher para não desrespeitar o marido e assim foi durante séculos, sempre obrigada a ouvir desagrados em silêncio.

Algumas vezes, era ultrajada em forma de brincadeira, e, na verdade, até os dias de hoje, ainda acontece assim com muitas mulheres.

A realidade é que essa luta começou muito tarde, essa busca pelo direito que nos cabe começou com bastante atraso.

Você tem o direito de ter as suas garantias e de ser honrada. O corpo que te pertence é seu e você faz dele o que bem entender. Os desejos que te cabem são seus e você os realiza quando quiser.

Você usa a roupa que quiser usar e quando quiser usar e todas as pessoas tem a obrigação e o dever de te respeitar. Você tem o direito de decidir o que quer fazer, de escolher como vai fazer: os seus projetos, as suas intenções, as suas ambições.

Temos que empoderar nossas filhas desde cedo para que elas descubram o poder de se amar e de se respeitar e para que elas aprendam, prematuramente, a nunca permitir na vida delas quem não as ame e não as respeite, E, sobretudo, para que não se permita a propagação do machismo que foi frequente a vida toda.

Essa promoção de afirmação tem que ser ensinado em casa desde criança, e o empoderamento feminino tem que ser uma luta constante por algo que deveria ser habitual.

A importância do Empoderamento Feminino

Diante de tudo que foi explicado no texto, empoderar é a melhor forma de estreitar as diferenças, as desigualdades que ainda hoje, existem em relação à política e a economia no que concerne as mulheres.

A cultura fez com que se enraizasse a teoria de que homens são melhores em muitas coisas, e eles, por sua vez, não empoderam as suas mulheres. Se assim fizesse, daria a elas voz, autonomia e autoridade em prol de mudanças positivas e benéficas.

Representatividade, liberdade e igualdade são fundamentais para se ter poder.

A união das mulheres, a empatia e o companheirismo tem tudo para fortalecer o Empoderamento Feminino. Sororidade!

Em conformidade com os princípios da ONU sobre empoderamento, a liderança feminina promove igualdade de gênero, oportunidades iguais, garantia de saúde, segurança e liberdade em cenários de violência e pleno controle da vida.

Dicas práticas para empoderar outras mulheres

  • Pratique a sororidade;
  • Tenha respeito por outras mulheres;
  • Escute o que outra mulher tem a dizer;
  • Seja a amiga que gostaria de ter;
  • Valorize as qualidades das mulheres;
  • Ofereça colo quando necessário;
  • Não veja outra mulher como rival;
  • Não seja competitiva, discriminativa, invasiva, abusiva ou preconceituosa;
  • Não diminua e nem menospreze outra mulher;
  • Não reproduza notícias negativas sobre a imagem de outra mulher;
  • Comemore com as conquistas alheias;
  • Indique mulheres para empresas e/ou elogie seu desempenho;
  • Não permita que homens humilhem outras mulheres;
  • “Meta a colher” se houver necessidade;

O respeito, o amor, a igualdade para com as mulheres, deveria ser um hábito nos dias de hoje.

É preciso sim, haver mais imposição das mulheres dentro da sua própria casa, nas empresas, nas ruas, para que não exista abusos, para que não exista atos descomedidos e, também como forma de não disseminação de situações machistas.

Pode realmente ser que essa luta tenha começado de forma tardia, mas, uma coisa é certa: Ela não terminará nem tão cedo.

Imagem: Pexels

@ load more