Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Qual o padrão de beleza da mulher perfeita (leia mais aqui)? Para responder essa questão, não olhe revistas, sites, televisão, nem nada que possa te influenciar. Corra para frente de um espelho e lá encontrará a resposta. Sim, você é perfeita do jeitinho que você é, acredite nisso. A mídia tenta nos influenciar do que é ser uma mulher perfeita e isso faz com que corramos atrás de um padrão, esquecendo-se do que temos de bom.

Todas têm qualidades e defeitos – inclusive da capa da revista, a atriz da novela ou do filme. A diferença entre elas e nós, “reles” mortais, é que para estarem numa capa de revista elas têm uma equipe preparada para deixa-las deslumbrantes. Sem toda essa ajuda, elas são mulheres como nós mesmas!

O importante, sempre, é se sentir bem com o próprio corpo e mente. Tudo começa de dentro pra fora, o seu mundo interno cria seu mundo externo – e isso inclui beleza. Já reparou naquela sua amiga, super simpática, amigona de todos, que vive sorrindo, não leva a vida tão a sério, nem é gorda e nem magérrima, aquela que tem celulite e estrias e que nem é a mais gata da turma, mas sempre tem vários homens atrás? Pois é, minha mãe diria que ela tem borogodó, eu digo que ela tem é autoconfiança.

Ela se gosta e se respeita do jeito que é, mesmo sabendo que não está nem aos pés da capa da revista. Aliás, ela deve pensar que aquela da capa não está aos seus pés. Ela ama seu cabelo, a cor da sua pele, seu peso… Apesar de ter lá suas brigas internas, ela não sofre para querer alcançar algo que nem sabe se cabe à ela, que é esse tal padrão de beleza (leia mais aqui).

Padrão de beleza é algo que pode adoecer as pessoas. Já ouviu falar de PIB (Padrão Inatingível de Beleza)? Têm meninas e mulheres que ficam tão fissuradas para atingir esse tal padrão que começam a fazer “loucuras”. Por exemplo, o padrão de beleza brasileiro diz que a mulher tem que ter glúteo, peito grande e ser magra. Para atingir isso, tem meninas e até mulheres que se submetem a cirurgias estéticas sem a menor necessidade e a regimes malucos. Claro que, quando feitos com acompanhamento de profissionais capacitados, não tem problema, desde que isso não ponha em risco a vida, o bem mais precioso de qualquer ser humano.

Já parou pra pensar que a busca incessante para alcançar o ideal tão disseminado pela mídia é a mesma coisa que deixar que outras pessoas escolham como você deve viver sua vida? Somos livres para escolher e, sendo assim, que possamos escolher o que melhor cabe em nossa vida, de acordo com nosso padrão, de acordo com nossas escolhas. Aceite apenas um padrão de beleza o de ser feliz do jeito que é, de acordo com suas escolhas.

Imagem: Pinterest

@ load more