Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Você está pensando em ligar pra aquele alguém que você prometeu que nunca mais falaria? Você era aquela pessoa na relação? Aquela que desligava o telefone por último? Aquela pessoa que sempre mandava mensagem?

Que se preocupava e que tragicamente sempre acabava levando algo como: ‘’não quero nada sério agora’’; ‘’não to pronto para uma relação agora’’; ‘’você tá me levando a sério demais’’. Por consequência, o outro se afastou e desapareceu e vários colegas disseram que você foi trouxa, que você é trouxa e que deveria se importar menos, gostar menos, não se apegar.

Mas quer um conselho? Não mude.

Você não é trouxa por se doar pra quem ama, você não é trouxa por demonstrar sentimentos, você não é trouxa por pensar em alguém com carinho, você não é trouxa por querer conhecer mais alguém, você é apenas corajoso (a) e sincero (a) – e se isso é considerado um defeito, eu não sei mais em que mundo vivemos.

Hoje em dia, não se importar está na moda, as pessoas reprimem o que sentem, amor, tristeza, raiva, e pensam que estão fazendo um favor a si mesmas. Fingir não sentir é sinônimo de ser ‘’cool’’, é o famoso ‘’não se apega não’’. As pessoas buscam prazeres instantâneos e tudo é muito rápido e qualquer sinal de que possa ter um risco de se machucar, elas fogem.

Poucos de nós ainda conseguem apreciar a companhia de alguém sem que isso envolva, necessariamente, um contato físico mais íntimo no pacote e se envolver, mas é só a outra pessoa ligar ou mandar mensagem no dia seguinte, que já a taxam como ‘’pegajosa’’. Vivemos em um tempo em que a intimidade física é comum e a emocional rara.

Não queremos mais saber a cor favorita do outro, a música que faz ele ter lembranças boas, o poema que mais gosta, as lembranças de infância… Tudo que queremos é saber quando vai rolar o próximo encontrinho.

Qualquer um que se destaque desse padrãozinho já é um “trouxa”. As pessoas não param pra pensar em quanto perdem limitando suas relações em moldes tão rasos, não sabem o quão prazeroso é ficar horas no telefone falando sobre ínfimas bobagens.

Me desculpe, caro(a) trouxa, se você não acha isso, mas eu prefiro continuar sendo “trouxa” a me diminuir para caber nesse tipo de relacionamento que estou dizendo, então? Que você deveria mesmo ligar?

Não, estou dizendo que ser trouxa não é o motivo pra você não ligar. O motivo pra você não ligar é justamente o outro não ser trouxa, não exponha seu mundo e seus sentimentos a uma pessoa que não está pronto pra fazer o mesmo.

Reciprocidade é um elemento necessário em todas as relações, não limite o que você pode oferecer por limitações que a outra pessoa tem.

Talvez o dia seja meio solitário, mas você vai se agradecer por não ter ligado e ter ficado um pouco triste, você vai se agradecer por ter sido trouxa e ter dado tudo de si e ter dado a oportunidade de o outro fazer isso também.


Agora que você sabe que está tudo bem em demonstrar sentimentos, que tal responder uma pessoa no Clube?

@ load more